29.11.10

Thing of the day

via Igual a Voce

Vidas sobre Rodas


Esta semana, dia 26 estreou o primeira longa metragem sobre skate no Brasil. O documentário e obrigatório para quem anda ou andou de skate, principalmente na década de 80, ou começo 90.
O filme repassa, sempre com um tom saudosista, os primórdios do skate brasileiro, como começou a bombar nos anos 80, suas crises no começo de 90 e depois sua retomada quase heróica com os brasileiros definitivamente na elite do skate mundial.
O documentário conta com os consagrados Christian Hosoi, Lance Mountain e claro, Tony Hawk. Eles dão seus depoimentos e falam muito das suas impressões dos skatistas brasileiros e como eles colocaram o Brasil no topo do skate mundial.
Vemos as historias dos quatro grandes nomes brasileiros, contadas por eles mesmos e por outras personalidades do esporte. Ueda com o seu pai dando todo o apoio e filmando o filho e trazendo a primeira classificação numa final na gringa (Alemanha) com um quarto lugar praticamente impossível. O Mineirinho pivete, ao lado do Hossoi, seu desenvolvimento, a parada com a crise e seu retorno grandioso ganhando vários mundiais. Cristiano Mateus e o half que ganhou de presente do pai, a Ultra, e ajudou o skate brasileiro a sair das margens da sociedade, seu acidente e sua recuperação. E todos os tombos, insistências, conquistas e prêmios do Bob Burnquist e e claro, a sua mega rampa.
O documentário e demais. E feito para quem viveu tudo isto ou para aqueles que são skatistas hoje em dia e precisam conhecer como tudo surgiu por aqui.
Com um tom de celebração ao skate entre amigos, o diretor Daniel Baccaro, consegue colocar na tela todas as facetas esportistas, marginais, e de protesto que o skate representou.
So te digo uma coisa, da vontade de sair do cinema com um skate nos pés.



Abaixo alguns trechos dos arquivos do filme. Ótimos.









28.11.10

You will meet a tall dark stranger

Até hoje eu nunca entendi porque mudam alguns títulos quando traduzem os nomes dos filmes. O nome do novo filme do Woody Allen em português levou muitos casais e desavisados de plantão a assistir ao filme, achando que era alguma comédia romântica a lá Jennifer Aniston ou Hugh Grant. Tanto que eu ouvi várias "reclamaçãoes" destes desavisados ao final do filme. Me deu vontade de cutucá-los e dizer: "Ei, vocês não viram no banner que era um filme do Woody Allen? Você tem que saber o que esperar quando se entra num filme dele!".
Títulos a parte, não era supresa pra ninguem que me conhece que eu iria adorar o filme. Melhor do que o último certamente e pelo que eu me lembro, é o único filme sem o personagem neurótico que faz alusão a ele mesmo. Claro que temos alguns clichês dele no escritor fracassado que se apaixona pela bonitinha burra e no velho que entra em crise a acaba indo a bancarrota. São histórias, contos da vida real como sempre, desta vez com um elecon recheado de estrelas. Ele conseguiu deixar o Bandeiras como um ar sofisticado e interessante e o eterno Hannibal Lecter com um ar frágil. Só ele mesmo para conseguir isto.
A história é envolvente e os personagen extremamente ricos, como sempre. Adorei! Mas, denovo, é um filme para quem gosta do diretor, não vá esperando finais felizes e um filme levinho, senão é decepção na certa e a culpa será toda sua.

Livros novos

Ontem, esperando o novo filme do Woody Allen começar (depois eu falo um pouco sobre o filme aqui), entrei na Cultura.. Aquela voltinha despretenciosa me rendeu 3 livros que parecem para lá de interessantes, um absolutamente diferente do outro. Conversando com um vendedor ali, especulando sobre os livros, ele me perguntou antes de opinar: que tipo de livro você gosta? Bom, eu respondi mostrando a ele justamente os livros que tinha mãos. Sou do tipo que lê Nietch e Comer, rezar, Amar. Gosto de uma boa leitura. As vezes quero um livro mais sério, outras vezes um bom passatempo, mas detesto livros bobinhos ao estilo mulherzinha e passo a anos luz de qualquer livro de auto ajuda ou aquelas fórmulas de como enriquecer, como agarrar um homem, como, isso, como aquilo. ACHO PATÉTICO NA VERDADE.
Pois bem, eis os livros que comprei, parace que prometem. Dois são de assuntos do meu interesse e um outro (Pequena Abelha), nem sei porque comprei, mas me chamou muito a atenção... Sabe quando o livro te escolhe? E também o vendedor falou que era ótimo, leitura agradável e me ganhou quando disse: é daqueles livros que você engole em poucos dias. E foi por esse que comecei minha leitura. De fato, já grudei no livro. Quando eu acabar eu conto pra vocês como foi.



O próximo da lista sem dúvida é a biografia (A-do-ro!) do Lobão. 50 anos a mil. Pelo que li a respeito, conta tudo, tudo. Como ele fugoi do hospício (a casa dos pais) espancando pai, as drogas, os meses preso, coisas engraçadas até chegar em 2008 quando veio morar em Sampa. Como ele mesmo disse: "O livro inteiro sou eu morrendo muitas vezes, de várias maneiras", ele diz. "E depois, sempre, me reinventando."
Pena que só foi lançado ontem a noite, senão certamente teria comprado ele ontem.. Mas calma lá, um livro por vez, ou talvez dois, no máximo!

27.11.10

Limit to your love

Aquarela: Marion Bolognesi





Ultimamente estou amando aquarela e ate estou arriscando algumas... Mas a situação ficou pequena para o meu lado depois de eu ver estes retratos em aquarelas aqui.
A Artista, que mora no Brooklin apavora! Para ver mais, aqui.


Somewhere in Sampa: beco do Batman


Um dos lugares que e a cara de Sampa e sempre divertido de passar; Beco do Batman. No finalzinho da rua Harmonia a esquerda.
Sempre gostei de passar por la, e esta semana, estava com a minha pequena que pediu para parar. Ela adora grafite e os preferidos dela, ela gosta de posar na frente e fazer uma foto! Ela faz isso desde que tem uns 3 aninhos. Fofa!
Aproveitei e fiz algumas fotos. O bacana e que cada vez que se passa por la, se vê novidades! Adoro esse lugar. Vou sentir saudades.





Let There Be Light

Let There Be Light - Light Painting from Varun Agarwal on Vimeo.


26.11.10

Thing of the day

Scissorhands


Não é nada fácil achar Edward mãos de tesoura e A Lenda do Cavaleiro sem cabeça para alugar ou vender sabiam? O primeiro consegui numa locadora depois de passar em outras três, mas nao consegui comprar. O segundo em locadora não achei, mas consegui encomendar na cutura, deve chegar hoje.
A minha filha está louca para ver o cavaleiro sem cabeça... Ja disse aqui, ela adora o Tim Burton, ama o Edward Mãos de Tesoura e ainda não viu o cavaleiro, mas já pesquisou no googles (ela fala assim, no plural, rs) e viu o trailer e adivinhem? Está me enlouquecendo para ver o filme.
Vou buscar hoje. Vai ser bom ver com ela, ela vai adorar!
By the way, ela ilustração lindíssima acima é da Vanessa Rivera e você pode ver o portifólio da moça completo aqui.

24.11.10

Young Who?

Vamos ver se você sabe quem e o figura ai em baixo....






Barack Obama, 1980. Photos by Lisa Jack / M+B Gallery.

Isso mesmo, Mr. Presidente!

Plus de bijoux




Apaixonei! São lindas e não sei qual escolher.

A N2, Les Néréides é uma marca de bijouterias de duas irmãs designers de jóias que fazem muito mais do que simples bijouterias. São pequenas obras de arte para carregar no corpo. A coleção La Petite reine abaixo é para nenhum cycler chic colocar defeito.

E não são apenas de bikes que são feitas as coleções, tem animais incríveis, bonequinhas e mais uma porção de icones e afins para fazer fashionistas cortarem os pulsos.
Um verdadeiro show de criatividade e excentricidade em brincos, colares, chaveiros e outros badulaques.

Como eu disse, não sei qual escolher. Na próxima passadinha em Paris, não deixem de conhecer a concept store da marca que também vale a visita. Loja lindíssima!

23.11.10

Tim Burton's Cadavre Exquis

Mais uma do mestre.

Tim Burton agora está escrevendo uma história pelo Twitter com a ajuda dos internautas. Ele começou com a seguinte frase:

“Stainboy, using his obvious expertise, was called in to investigate mysterious glowing goo on the gallery floor #BurtonStory”


E a idéia é cada um escrever a sua frase para continuar a história, através do Twitter usando a hashtag #BurtonStory.

Vejam no Tim Burton's Cadavre Exquis e tentem continuar. Poucos pelo visto são escolhidos por ele. Em 3 dias de bricadeira, apenas 15 foram selecionadas.

Stainboy não é um fofo?

Mais do que uma bolsa. 100 legendary Luis Vuitton Trunks



Muito mais do que bolsinha de paty, a Louis Vuitton fez historia quando se trata de malas e bolsas. Atualmente e ela quem carrega a taca da copa do mundo por exemplo (lembram do Cannavaro todo lindo carregando a mala com a taca nesta ultima copa?). Nao por menos, a marca acaba de lancar o livro 100 legendary Luis Vuitton trunks.

Vejam so que belo presente de natal este livro.






20.11.10

Belleville Rendez-vous


Para começar bem o sábado, Les Triplettes de Belleville. Acordei com isso na cabeça. Adoro essa musica, adoro este filme, adoro Sylvain Chomet. Qualquer dia falo mais de tudo isto por aqui, pr hoje, so uma musiquinha para animar.



19.11.10

The Suburbs: Spike Jonze e Arcade Fire

Recentemente postei aqui um curta do Spike Jonze que ele fez em parceria com a Absolout. Em clima de curtas, rola um boato que ele estaria fazendo um curta em parceria com a banda canadense Arcade Fire. Enquanto isto, ficamos com o clip do diretor para a faixa Suburbs do novo álbum da banca e com a duvida de seria ou nao um teaser para o próprio curta especulado.

A banda ja trabalhou anteriormente com Spike no lindíssimo Onde vivem os monstros.



Carros 2 e o melhor da Pixar

Sempre fui apaixonada pro animações... Desde o desenho animado mais simples de quando era criança ate as superproduçoes atuais. E, com uma filha de 6 anos na área, nao poderia fugir delas. Mas fiz melhor... transformei minha pequena numa verdadeira cinéfila! Com a desculpa de entrete-la, acabei criando um monstro. A pequena tem uma Dvd"oteca" enorme com quase 200 títulos e o gosto dela esta tornando-se cada vez mais refinado. Ela por exemplo sabe quem e o Tim Burton (ama ele, por sinal)e que ele e casado com a Helena Bohan Carter (aquela que fez mae do menino da fabrica de chocolate e a Belatrix , ne mamãe?) E apaixonada por Harry Potter, Noiva Cadáver e prefere a Pixar do que a Dreamworks. Enfim... ela tem a sua opinião mais do que formada e nao passa um so dia sem assistir a filmes (orgulho da mamãe).
E, na opinião dela, assim como a minha, o filme Carros nao esta entre os 10 mais e nem e um dos melhores da Pixar (alias, acho o piorzinho), mas obviamente esta longe de ser ruim, muito pelo contrario... A cinquecento Luigi eu adoro!
Um belo dia fizemos uma brincadeira e colocamos lado a lado no chão os dvds da pixar, da dreamworks e depois misturados para fazer nossa listinha de preferidos (logo mais eu publico a lista para vcs!). A alguns anos eu diria que a Dreamworks era a melhor, mas depois de Ratatouille, Wall-e e Up na seqüência, ficou pequeno para qualquer um. Os 3 entram no meu top 10 geral de animacoes facilmente, dois deles me fizeram chorar e para arrematar a seqüência de obras de arte da animação, foram mais lagrimas em Toy Story 3 (que alias comprei o dvd hj para ela).
Entao, e por isso que eu acredito que Carros 2 sera melhor... O lançamento esta previsto para junho do próximo ano, mas esta semana foi divulgado o trailer oficial.

Fiquem com o trailer e com a pergunta: Qual a melhor animação da Pixar?








Old Style



Para promover o site Sicilia Fashion Village, eles fizeram um video e um editorial de moda com os looks dos moradores locais da Sicília. O resultado sao estes modelitos completamente originais... Isso e o que eu chamo de vintage.
Muito, bom... adorei!









17.11.10

Valdinei Calvento Lá em Casa



Valdinei Calvento, o Cabelo como é conhecido, é designer, ilustrador, artista plástico, ou como quiser chamá-lo. Trabalhamos juntos estes últimos quatro anos e meio fazendo basicamente camisetas. Entre tantas estampas e uma mesa ao lado da outra, tive a oportunidade de conhecê-lo bem e descobrir a pessoa por trás do artista. As conversas eram muitas e de diversos assuntos, papos longos às vezes agradáveis, às vezes inquietantes.

Ele é o típico cara gente boa, um querido de verdade se você deixar-se cativar por ele. Paizão e marido em tempo integral ele faz disso o rumo da sua vida. Também é um apaixonado por bikes e todo o life style que isso implica. Um cara consciente, engajado e que esta começando a traçar um novo rumo para a sua vida.

Assim como eu, abandonou o mundo fahsion corporativo e está buscando a famosa qualidade de vida e principalmente viver de acordo com os seus princípios. Depois de tanto tempo trabalhando com moda, hoje ele pode finalmente se dedicar ao seu trabalho como sempre quis e de forma totalmente autoral. E que trabalho viu! Lindo, lindo, lindo... Recentemente comprei duas ilustrações dele para alegrar minha parede. O trabalho dele é tão puro que até a minha filha, quando viu os dois quadros pleiteou que os colocássemos no seu quarto.

Quando vemos seu trabalho, vemos sem mascaras o verdadeiro Cabelo através dele suas paixões, convicções, ideais e protestos.

É uma pessoa para se conhecer, ter por perto e principalmente na parede! (não ele, claro)

Vejam abaixo a entrevista com ele aqui no Lá em Casa.


Quem é você, idade e o que faz? Valdinei Calvento, 32 anos, gosto de desenhar e faço disso meu ofício.

De onde vem e pra onde vai? Acho que o caminho é mais importante, não penso muito no fim, prefiro ficar focado no agora.

O que você tem amado? Ver minha filha crescendo e aprendendo coisas todos os dias. Sensação boa demais.

O que você lê? Manuais e tutoriais para aprender coisas.

O que toca no seu ipod? No momento tô ouvindo Chico César - Francisco, forró y frevo.

Qual foi o seu último consumo? Uma máquina de fazer carimbos.

Se eu quiser te encontrar onde eu devo ir? Na casa de algum amigo meu.

Um personagem de filme: Ferris Bueller do "Curtindo a vida adoidado".

O que te inspira? Minha mulher, minha filha e a possibilidade de mudar algumas coisas.

Se alguém aparece hoje a noite na sua casa para jantar o que você faria? Ligaria na pizzaria!

Se você tivesse que trabalhar num circo, qual seria o seu truque? Seria um dos palhaços, com certeza.

Qual era o seu programa de Tv e o seu brinquedo preferido quando era criança? Putz, via tudo quanto era coisa, talvez os filmes da sessão da tarde tenham marcado mais. Eu ficava muito na rua, e tínhamos poucos brinquedos, morava em uma vila, então as coisas aconteciam fora de casa mesmo, brincar de queimada, barra manteiga, os contras de futebol, skate.

Uma válvula de escape: Andar a pé ou de bicicleta e as vezes desenhar.

Qual o lugar que você tem amado ir ultimamente? O Parque da Água Branca sempre me surpreende.

Você é marcante ou passa desapercebido? Gosta disto? Prefiro passar despercebido.

Quais são as suas Divas? Ou heróis, você quem sabe. Admiro muito minha mulher e a cada dia que passa fico mais curioso e fascinado pelo jeito dela.

Como funciona a sua tecla SAP? Uso pouco, prefiro constranger as pessoas mesmo.

Dia ou noite? Dia, com certeza.

Gato ou cachorro? Tenho uma gata. Mas os dois me fascinam.

O mundo para você hoje, que fim leva? Sempre tendo a pensar que iremos aprender com as cagadas que fazemos, embora a realidade sempre me prove o contrário.

E o Brasil, tem jeito? Se houver uma aceitação do que somos de verdade, sim. Agora se insistirmos em copiar trejeitos e modelos de consumo de países ditos desenvolvidos...


Para conhecer melhor seus trabalhos acesse:

Portifólio

Blog

E Mais


E tem ainda seus schetchbooks que eu amo. O Moço é aficcionado por caderninhos que sempre o acompanham e pelo que me parece, são sua verdadeira válvula de escape. Saca só.




Desperdício descarado


Hoje, durante o meu café da manhã não me contive e tive que bancar a eco-chata. Aliás eu odeio este termo... Não banquei a eco-chata não, banquei a cidadã consciente que todos deveriam ser.
Já cansei de ser chamada de chata pelos meus próprios amigos por causa das minhas reclamações ambientais e olha que pego super leve, simplesmente porque não quero causar.
Hoje, comecei um protesto contra o posto Ipiranga da Av. Pompéia.
Lá é o maior centro de serviços daqui do bairro, tem tudo, tudo mesmo e obviamente acabo indo com freqüência lá. A loja de conveniência tem até restaurante e ela é do dono do posto. Os outros serviços são lojinhas alugadas, então o meu protesto é contra o dono do posto. Não consumirei nada lá, nem no posto até que ele apague aquelas malditas luzes. E olha que isso significa que vou ter que dar uma volta imensa para colocar gasolina (tudo bem, porque não tenho mais carro e não terei nunca mais), terei que andar mais para tomar café da manhã ou para comprar qualquer coisa que tinha o hábito de comprar lá. Inclusive proibi meu marido de comprar cigarro lá (aliás, é o segundo estabelecimento das redondezas que protestamos com a nossa ausência, rs. Não sei aonde ele vai comprar cigarro agora, mas tudo bem também, porque quero mais que ele pare de fumar).
Enfim... Porque todo este alarde? Porque o filho da mãe deixa inúmeras lâmpadas ligadas mesmo de frente para uma vidraçaria enorme. A loja é extremamente iluminada por luz natural, tem até plantas que precisam de luz lá dentro que vivem numa boa e porque, às dez da manhã, com aquele janelão, eles deixam tantas lâmpadas ligadas? Já não bastam os letreiros luminosos internos, ar condicionado, televisões, geladeiras e uma infinidade de coisas ligadas lá dentro?
Pois bem... Chamei a gerente e veio a supervisora. Ela não soube me responder por que tantas lâmpadas ligadas e disse que não poderia desligar. Veio então a gerente, que também não soube me responder e não poderia "estar desligando" as malditas lâmpadas. E ainda colocou culpa nas pessoas que usam lap top (o que isso tem a ver, não me pergunte, porque ela também não soube me responder). Falei para ela do meu protesto e disse que não consumiria mais lá até que as lâmpadas fossem desligadas. E perguntei como poderia fazer uma reclamação formal diretamente ao Sr. Artur, dono da loja e do posto em questão. Ela me disse, pela caixa de sugestões. Segundo ela, o Sr. Artur lê diariamente as sugestões e responde uma a uma.
Eis o que fiz... Munida de quatro folhinhas de sugestões, fiz minha reclamação, demonstrei o quanto me sentia lesada pelo comportamento dele, questionei quais eram os outros desperdícios que não eram vistos e contei sobre o meu protesto e pedi obviamente uma reposta.
Vamos ver se o Sr. Artur realmente lê as sugestões dos clientes.
Estou me segurando para não ficar aliá na porta deles panfletando sobre este assunto para todos os clientes do posto. Vamos ver qual será a resposta e onde isto vai dar. Estou realmente com vontade de causar algum barulho e de apagar aquelas lâmpadas.
Isso é meu dever. Não só meu, de todos. Falta isto para o brasileiro, saber protestar, reclamar, correr atrás dos direitos e principalmente não fazer o papel de trouxa como é de costume. Eu realmente me senti lesada com tamanho desperdício e com cara de palhaça por que o Sr. Artur nem ao menos tenta esconder tamanho desrespeito. É assim, na cara dura, na frente de todos, te chamando de idiota. Imagina o que ele não faz por trás.
Portanto, moradores da região, não consumam mais nada lá até que estas lâmpadas sejam apagadas. É o mínimo que cada um pode fazer. E no seu bairro, nos lugares que você freqüenta, está tudo certo ou tem alguma coisa a ser reclamada? Não passe de idiota, reclame, questione, proteste. É sua obrigação e o melhor é que ainda podemos colher os frutos e ter uma comunidade um tantinho melhor.

16.11.10

Momentos

Momento Nerd do dia: comprei ingresso antecipado para assistir Harry Potter e as Relíqueas da morte e sai com um sorrisinho no rosto me contendo de emoção. Primeira sessão, do dia de estreia tá.

Momento trash do dia: comi um hooper para comemorar.

Momento Dolce far niete do dia: já que eu estava na bilheteria do cinema, assisti a um filminho a tarde: Minhas Mãe e meu Pai, aliás, muito bom... é o Brokeback de garotas. Sensível, sem clichês e aborda o tema com uma extrema natuaralidade, grandes atores (#euamoajulienemoore), roteiro redondinho... Vale super a pena!

Moemento queima filme do dia: postar tudo isso. Vendo este post, que conclusão vocês podem chegar? Que sou uma nerd, gorda e desocupada? Bom... não é bem isso, tá.

Agora... um pouco de seriedade, o trailer do filme.

12.11.10

Tinico Rosa La em Casa


Tinico Rosa. Eu o o conheci trabalhando junto num projeto bem bacana com camisetas na marca onde passei meus últimos anos. Eu como estlista que coordenava o projeto e ele como artista convidado, primeiro com ilustrações e na ultima edição com fotografias, e no meio destes dois anos acabei me tatuando com ele. E pretendo fazer mais, garanto.
Num estudio fofo em pinheiros ele tatua, cria e mora, agora com seu novo amor, uma chiuaua chamada Luna Gypsy.
Hype, queridinho, difícil de ser achado, talentosíssimo, excêntrico, engraçado, único e super estiloso. Estas sao apenas algumas carecteriscas dele. Sendo um verdadeiro artista, fica difícil encaixa-lo em algum rotulo, mas também nao vejo motivos para alguém querer fazer isso.
Ha 6 anos em Sao Paulo este gaucho ja deu o que falar e garantiu seu espaço como o tatuador dos descolados de Sampa e virou objeto de desejo de muitos. E quase como uma tatoo de marca. Quem conhece um pouco logo reconhece a minha... "Ai que legal sua tatoo, e do Tinico?"
Seu traço e único e extremamente autoral... Nao da para voce levar um desenho que viu em algum lugar e pedir para ele fazer; Você tem que querer ter um desenho DELE na sua pele. Nao que ele seja intransigente, longe disso, mas ele e muito mais um artista do que um tatuador... entao tem que aceitar, sao as regras do jogo. Tem que querer ELE e nada mais, o desenho em si ja e outro papo.
E a empatia entre quem vai tatuar e quem vai ser tatuado. Nao adianta querer, tem que poder ter uma tatuagem dele. Se voce mandar um e-mail para ele e nao tiver resposta, calma, paciência... A ultima vez em que estive em seu estúdio, ele tinha um zilhao de e-mails nao lidos na sua caixa, todos de pessoas que admiram o seu trampo e querem marcar um horário.

Vejam agora em primeira mao, como foi nosso papo para estrear com o pe direito meu quadro de entrevistas aqui no blog.

Quem é você, idade e o que faz? 31, sou tatuador
O que você tem amado? Denise Mikowski, Luna Gypsy, skate e muita fruta.
O que você lê? O Evangelho Segundo o Espiritismo e mais uma pilha de livro espírita
Site ou Blog? Alguns sites, tem uns blogs q tenho gostado, estou pensando seriamente em fazer um
O que toca no seu ipod? nunca tive um ipod, no meu celular toca o disco "Jacuípe Sessions" do Rockers Control
Qual foi o seu último consumo? Foi um baixo Sg de 1978 e a Luna Gypsy, minha chiuaua q veio do texas
Se eu quiser te encontrar onde eu devo ir? Terça as 14h no centro espírita Lar de Jesus, é um momento de despertar
Um personagem de filme: El Topo do Jodorowsky
O que te inspira? O céu
Se alguém aparece hoje a noite na sua casa para jantar o que você faria? Só cozinho p minha namorada, acho q minha especialidade é café da manhã , mas eu faço qualquer coisa sem carne, to pirando em pão integral
Se você tivesse que trabalhar num circo, qual seria o seu truque? Ia lavar a macaca
E se você pudesse estar na capa de qualquer revista, qual escolheria? Purple Fashion magazine
Qual era o seu prograva de Tv e o seu brinquedo preferido quando era criança? Teve uma época que era o glub glub. Na época q todos tinham um carrinho de rolimã eu era o único que tinha um patinete, eu era mto foda, hehe, pintei uma caveira com moicano embaixo escrito: skate and destroy, depois com uns 9 tive meu primeiro skate, aí fudeu.
O que não pode faltar numa noite perfeita? Minha amada
Uma válvula de escape: Cantar louvores ao Senhor... existe um mantra dentro de mim q sempre diz q eu vou conseguir e q um dia voltarei ao infinito bem melhor q parti...talvez seja essa certeza que nunca me deixou desistir... a certeza que esse é apenas um pedaço do meu eu maior...posso resumir assim: essa vida é apenas uma fase do videogame ,talvez a mais difícil, e graças a Deus o jogo nunca termina.
Qual o lugar que você tem amado ir ultimamente? No Yokosuna, o sushi do mestre e amigo Chiquinho
Qual o lugar mais interessante que você esteve no último ano? Foi o Trairi no Ceará, um lugar no meio do nada, a uns 200km de Fortaleza, mas eu gostei mesmo do Beach Park, eu adoro água, poderia ficar meses brincando na água
Você é marcante ou passa desapercebido? Gosta disto? Marcante né, tenho q gostar, é o q estava reservado p mim, não têm nada melhor do q ser a gente mesmo né
Quais são as suas Divas? Ou heróis, você quem sabe. Têm vários heróis: meus pais, que fizeram tudo direitinho...aí têm os da humanidade, Jesus Cristo q eu acho o nosso irmão mais belo, Sócrates, eu gosto muito do Sto Agostinho( acho q esse cara é meu brother), Paulo apóstolo, Mestre Irineu...na real, os meus heróis são sempre as pessoas simples q carregaram o fardo com dignidade e perseverança, e deixaram o ego pela caridade, o que eu considero o ato mais nobre que um ser humano pode atingir na terra.
Como funciona a sua tecla SAP? Ela tá sempre ligada, eu falo sempre o q penso mesmo, aqui não têm dublagem
Dia ou noite? Estar vivo
Quem poderia dirigir o filme da sua vida? ou Qual filme representaria a sua vida? A gente escolhe antes de vir né, o foda é que aqui rolam cinco sentidos que nos disvirtuam, mas é sempre no meu nome, Deus guia e eu sou o co-piloto errante... Mas se tivesse q largar na mão de alguém existem dois caras, o Jodorowski e o Buñuel, eles são os melhores.
Gato ou cachorro? os 2, mas hoje to pirando em chiuauas pelo longo, estou com a Luna a um mês e já penso no meu segundo e quem sabe um dia me tornar um criador...
Daqui a 10 anos você... vou estar casado com a Denise "Mi" Mikowski, vamos ter um filho, uma linda casa e alguns chiuauas
O mundo para você hoje, que fim leva? Depois de um grande abalo, leva a um mundo bem melhor, menos denso, mais evoluido e mais humano, como uma divisão mais justa e pessoas mais tranquilas , solícitas e felizes... Até nos tornarmos uma grande família universal.
E o Brasil, tem jeito? Sim, dos países do planeta terra, o Brasil é o que têm mais jeito....

Com voces.. La em Casa!

Queridos, e com prazer que começo hoje um projeto de entrevistas que intitulei de La em Casa. Tenho no meu circulo de amigos pessoas interessantíssimas, talentosas e alguns ja com alguma fama. E quero trazer este universo a vocês.
Selecionei algumas perguntas e a principio manterei as mesmas para todos, mas eles nao precisam responder a todas de fato... vou deixa-los livres para escolherem as perguntas que quiserem...
Ja estou empolgada e com uma listinha bem interessante de pessoas para entrevistar. Terei mesmo e que segurar meu entusiasmo para nao queimar todas as minhas fichas logo de cara, entao... vou dar uma segurada e ir soltando-as aos poucos.
Para começar, nada mais, nada menos do que o tatuador Tinico Rosa, que vocês poderão conhecer melhor (ou nao) a seguir.
Aproveitem!

A Love Story in an absolut world


Você nao sai ileso quando assiste a um filme do Spike Jonze, nem mesmo quando e um curta. Entao aumente o som, curta mais uma trilha incrível e emocione-se com esta historia de amor...
Afinal quem nunca quis fazer isso pela pessoa que ama?

Veja o filme aqui.. alias, ate a intro conctada com o Facebook e uma bela sacada!

11.11.10

Sexy and Fun

Assistindo ao vídeo WE ALL WANT TO BE YOUG você pára para refletir um pouco sobre tudo o que vivemos.
Este vídeo faz uma reflexão das gerações anteriores e da nossa geração atual, num tom até bem otimista e empolgante.

Entretanto, às vezes eu penso se estamos produzindo algo de fato. No vídeo fala-se que nossa geração não é hedonista, mas eu acho exatamente ao contrário.
Acho que somos extremamente hedonistas sim... Vivemos em busca do prazer e atrás dos nossos sonhos, com a diferença que hoje em dia eles se tornaram menos idealistas. E é isto: não estamos conquistando nada, não temos ideais e só queremos curtir. A grande maioria é isto e ponto.
Claro, existem as "elites" de cada geração. A geração X e os Baby boomers não eram feitas apenas de revolucionários e pessoas que fizeram diferença. Ainda é cedo para falar, mas será que vamos deixar alguma pegada marcante na nossa história? Será que vamos surtir algum efeito?
Sinceramente espero que sim. Sinto que esta é uma geração que tem que reverter algumas cagadas e mudar de fato a forma como pensamos e lidamos com o mundo. Mas é uma tarefa beeeeeeeem difícil. A responsabilidade agora é grande, diria que bem maior, pois desta mudança depende nada menos, nada mais do que a sobrevivência de fato da humanidade.
E isto não é uma responsabilidade grande demais para uma geração que leva a vida tão numa flauta?
Você acha bacana ser jovem, ser a geração mais plural da história, ser DJ e designer ao mesmo tempó? Que bom, eu também. Mas a vida não é so festa.

We All Want to Be Young (leg) from box1824 on Vimeo.



Sua vida on line

O que você conta e mostra da sua vida pelo Facebook?

Ele já faz parte das nossas vidas, não dá para negar. Há quem ainda resista a ele, mas são poucos!

Tem gente discreta, outros que contam o básico só para deiar os amigos atualizados e há aqueles que abusam.. fazem do Fb uma verdadeira vitrine. Isso tudo só reflete quem somos na real. Mas, de qualquer forma é possível acompanhar a vida de alguém pelo site...

Saca só esse filme do artista multimídia Max Luére que fez um filme super fofo, contando a história de um rapaz mostrando apenas o que ele postava. So cute!



E você, é discreto ou gosta de aparecer? Hum... ninguém vai admitir isso...

Face your pocket



O que os seus bolsos e bolsas dizem sobre você? Muito, pode ter certeza!
O que você carrega ou deixa de carregar é o que você é. Se você não é organizada, certamente não terá uma agenda na sua bolsa.
A foto acima faz parte do projeto Face your Pocket e é o que eu tinha na minha bolsa no dia que fiz.
Dois caderninhos que eu uso ara escrever e desenhar, bilhetes das pessoas que mais amo, minha câmera inseparável, meu ipod, chicletes, protetor solar, pedrinhas para dar sorte, uma rolha (sempre fico com as rolhas para a minha coleção!) e outras coisinhas mais.
Quando eu achei a rolha achei engraçado e depois percebi que sempre tenho uma ou duas na minha bolsa. É aquela coisa... Um vinho aqui, outro ali.. e como sou meio desencanada, elas vão se acumulando até chegarem no seu devido lugar. Os caderninhos a mesma coisa... Adoro eles! Não servem somente para tomar notas, mas principalmente são uma ótima compania. Anoto idéias, escrevo algumas coisas, desenho outras, faço listas... São a extensão da minha mente.
Acho que tudo o que você tem ao seu entorno fala um pouco de você. Lembro uma vez de um amigo de colégio fuçar o lixinho do meu carro para tentar descobrir alguma coisa sobre mim, rs. Japa louco!
Mas é assim... Você pode jurar que parou de fumar, mas o que explica aquele isqueiro na bolsa hein? E um colírio, hã,hã? Nossas coisas nos entregam!
E você? O que carrega sempre com você?
E esta pergunta que os estudantes russos Timur Akhmetov e Yulia Yakushova fizeram ao mundo ao começarem o projeto Face your pocket. Você tira tudo o que tiver nos bolsos, coloca no scaner e digitaliza. Depois envia para eles por e-mail. O resultado é interessantíssimo, veja aqui!
Isso não é novo, na verdade já faz algum tempo que eu me "scaneei", mas... o projeto continua bacana mesmo sem ser novidade.


REDE CULTURA

2leep.com